Quarta, 08 Maio 2019 00:00

PM atira na cabeça de suspeito no Morro da Conceição

Escrito por

andré.jpg
Joice Mara, irmã do rapaz atingido pelo tiro, tem feito intensa campanha de defesa do irmão nas redes sociais, postando fotos que comprovam que ele era um rapaz trabalhador
.

boné.jpgJoice também diz que o tiro da PM teria sido “um ato de covardia”, já que acertou André “pelas costas”. Para provar sua versão, ela postou foto do boné que o irmão usava na ocasião, com a marca da bala na parte posterior.

Ao final da noite do último sábado, por volta das 23 horas, policiais militares fizeram uma ação na Rua Álvaro Antunes, parte alta do Morro da Conceição, baseados em uma denúncia anônima de que estaria ocorrendo tráfico de drogas naquele local. Ao se aproximarem com a viatura, os PMs se depararam com dois homens em atitude suspeita. Fazendo a abordagem dos indivíduos, os policiais foram surpreendidos com a atitude de um dos homens, que teria sacado de uma arma de fogo, apontando-a contra a polícia— conforme relata BO (Boletim de Ocorrência) da 52ª CIA PM / de Além Paraíba. Respondendo à agressão, um dos policiais integrantes da equipe que fazia a ação no Morro da Conceição, defendeu-se desferindo um tiro, que acertou um dos suspeitos abordados. O ferido, identificado como sendo André, conhecido morador do Morro da Conceição,e que atende pelo apelido de “Peri”, foi socorrido pela equipe do SAMU e imediatamente levado para o Hospital São Salvador. Devido à gravidade do ferimento, o homem, de 40 anos— atingido por um único tiro certeiro, na cabeça— teve que ser transferido para o Hospital São Paulo, localizado na cidade de Muriaé/MG.

O outro suspeito, E.A.S.J., conhecido pelo apelido de “Bila”, de 23 anos, recebeu ordem de parada, entretanto não teria acatado a instrução da autoridade policial, tentando se evadir. “Bila” foi contido pelos PMs, que precisaram usar de força física. Em seguida, o jovem recebeu voz de prisão em flagrante, por desobediência. Com ele foi encontrado e apreendido um rádio comunicador.
Duas coisas chamam atenção neste episódio violento ocorrido no final da noite do último sábado no Morro da Conceição. Uma delas é que, segundo a PM, a arma de fogo utilizada por “Peri”— uma pistola Taurus, calibre 9mm— seria de uso das forças armadas. Segundo populares que presenciaram ocorrido, “Bila” é quem teria passado a arma para “Peri”. “Bila” chegou a ser preso, foi conduzido e ouvido na delegacia de Leopoldina, porém foi liberado.
A outra situação de destaque no caso é que haveria uma segunda versão para o ocorrido entre a PM e os dois rapazes. A irmã do ferido, Joice Mara, tem feito postagens abertas em sua página na rede social Facebook, atestando que o irmão teria sido vítima de um “ato de covardia policial”, tendo sido ferido pelas costas. Para comprovar sua versão, Joice Mara postou foto do boné usado por “Peri” na ocasião em que foi atingido na cabeça. O boné apresenta o furo da bala na parte posterior. Veja, na íntegra (inclusive com a mesma ortografia), a postagem de Joice: “Ta aí a foto que prova que meu irmão foi atingindo pela costa covardia com inocente povo compartilha Meu irmão não é bandido e trabalhador luta todos os dia pra trazer o sustento pra casa e guerreiro lutador.....Meu irmão Não é Bandido não tem arma povo compartilha por favor pra chega nas autoridades policial corvade atirou no inocente ???????????? Meu irmão nao e Bandido não tem parte com tráfico muito menos tem arma .... Morro Da Conceição e todo sabe disso ????????????”
Outras postagens da irmã do ferido— que continua internado em estado grave em Muriaé— estão sendo feitas na rede social, com dezenas de compartilhamentos e comentários, muito deles opinando sobre a inocência de André “Peri”.
A direção do Jornal AGORA entrou em contato com a irmã de “André Peri”, Joice Mara, e ela autorizou a publicação da foto do rapaz, depois de ter o aval da esposa dele, Michelli. Joice voltou a defender o irmão, disse que ele “nunca teve arma, não é traficante, e é trabalhador” e que, embora ele estivesse desempregado nos últimos tempos, jamais se furtava em aceitar trabalhos temporários para conseguir “levar comida pra casa no final do dia”. Citou exemplos de locais onde André já prestou serviços. Nas redes sociais, ela postou fotos em que o rapaz aparece carregando areia e sacos de ração. Disse que, mais recentemente, ele prestava serviço numa obra de uma mercearia conhecida no Morro da Conceição. Joice também destaca que seu irmão é uma pessoa muito conhecida e querida, no bairro e na comunidade em geral. “Se vocês perguntarem para as pessoas que o conhecem, tenho certeza de que 97 por cento irão defendê-lo”. Joice lembra ainda que sua família está passando por grande sofrimento, já que nesta primeira semana de maio está fazendo um mês do falecimento de sua mãe.
André “Peri” continua internado em estado grave no Hospital São Paulo, em Muriaé, segundo Joice Mara, “entre a vida e a morte”, em um quarto comum, sem direito a UTI, sob escolta policial e incomunicável: “a família não pode ter contato com ele, como se ele fosse um bandido perigoso”

Informações adicionais

  • Cidade: Além Paraíba - MG