Sexta, 28 Mai 2021 12:03

Festas e aglomerações são as principais causas do aumento da Covid em Além Paraíba

Escrito por
Festas e aglomerações são as principais causas do aumento da Covid em Além Paraíba

O gráfico, feito por Chris Gar, é com base nos dados do Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saude, até a data de 6 de maio.

No sábado, 22 de maio, a grande maioria do além-paraibanos assistiu, com grande revolta, uma verdadeira aglomeração de pessoas jovens, sem mascarás, na Praça do Porto e ao longo da Avenida Marechal Floriano, em Além Paraíba (MG). Ignorando as recomendações das autoridades sanitárias, alguns bares funcionaram com meia-porta comercializando bebidas alcoólicas propiciando a reunião de centenas de jovens. Essa irresponsabilidade coletiva aconteceu justamente no final de semana seguinte ao Dia das Mães, ocasião em que aconteceram festas e reuniões familiares, cuja consequência foi a constatação do aumento do número de casos da Covid-19 em Além Paraíba, conforme dados publicados diariamente no Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde.

Vídeos de festas particulares vêm sendo compartilhados pelas redes sociais e causam bastante indignação nas famílias que se protegem respeitando as recomendações de distanciamento social. A revolta de quem está há mais de um ano em casa, colaborando para conter a pandemia do novo coronavírus, não foi contida e manifestada com muitos protestos através da internet com o compartilhamento mostrando a falta de fiscalização da Prefeitura, que mantém Além Paraíba na "Onda Vermelha" do Programa "Minas Consciente", porém não vem coibindo as festas e aglomerações.

O centro da cidade de Além Paraíba, lotado, com carros de som no último volume, pessoas bebendo e até bares daquele local abertos, foram um demonstrativo de "falta de lei", conforme observaram muitos internautas. Vídeos e fotos circularam pelas redes sociais, em desafio ao número crescente dos casos da Covid em Além Paraíba. Mas não foi apenas no último final de semana que o centro da cidade ficou cheio. Esse movimento intenso tem se repetido a cada sexta-feira e sábado ao longo do último mês, desde quando foi retirado do Decreto Municipal o “toque de recolher” às 20 ou 22 horas. Parte da população -principalmente a população jovem- vem relaxando nos cuidados contra o coronavírus.

Além desse grande movimento aos finais de semana na rua, sítios e chácaras na periferia da cidade estão sendo alugados para festas, com aglomeração de pessoas.

Toda essa irresponsabilidade e descaso para com a vida refletem nos números: no dia 11 de maio foram registrados 39 novos casos de Covid-19 em 24 horas. Neste dia, o Boletim Epidemiológico, nº 403, mostrou um total de 93 casos ativos da doença (sendo o maior número deste mês, em um único dia).

Destaque-se que, dos atuais casos suspeitos e positivos no município, a maioria é de pessoas jovens à meia idade ( entre 18 a 50 anos).

Segundo o Hospital São Salvador, o número de infectados mais jovens teve um crescimento alto. Já entre os idosos, o número de pessoas internadas ou em isolamento domiciliar teve queda. Isso se deve ao fato de que já foi feita a vacinação da população idosa (maiores de 60 anos).

Em termos de números, conforme dados repassados pelo HSS à reportagem do Jornal AGORA, do dia 01/05 a 20/05, tivemos 46 internações de pacientes menores de 60 anos e apenas 12 internações de pacientes idosos com mais de 60 anos.

Na terça-feira, 25 de maio, foi publicado pela enfermeira e chefe da epidemiologia de Além Paraíba, Juliana Mariano, em suas redes sociais, que o Centro de Covid, neste dia, estava lotado de pessoas com suspeita da doença para serem atendidas.
Nas duas últimas semanas, esse aumento foi registrado com uma margem de 50%, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde ao Jornal AGORA.

Não é hora de relaxar nos cuidados. A hora é de vacinação e proteção. Nenhuma vacina tem cem por cento de eficácia. As recomendações das autoridades de saúde precisam ser respeitadas até que a maioria esteja imunizada. Ao mesmo tempo, é preciso que as autoridades façam a sua parte, cobrando e fiscalizando. Existem regras de convivência social. E elas precisam ser cobradas e respeitadas, principalmente em um momento em que as atitudes individuais podem impactar na vida do próximo.
(Por: Thiago Filgueiras e Marília Rosestolato)

 

Secretaria de Saúde e PM fazem parceria para fiscalizar aglomerações

A Secretária Municipal de Saúde, Bethânia Reis de Souza tem demonstrado preocupação com o visível aumento de casos de Covid-19 nos últimos dias, em Além Paraíba. A Secretária acredita que parte da população, jovens principalmente, vendo a baixa dos casos, entendeu que era hora de relaxar nas medidas de prevenção ao novo Coronavírus.

Segundo a Secretária a pandemia não acabou e um aumento de casos pode ocorrer rapidamente comprometendo o sistema Hospitalar da cidade. Bethânia disse que as conquistas de menos restrições podem se perder em caso de novo surto.

A Secretária se reuniu na tarde do dia 24 de maio, com o Tenente Roberto, comandante da Polícia Militar para tratar do assunto.

Ficou decidido que a PM vai destacar policiais para atuarem junto da fiscalização para coibir aglomerações e outras ações que venham a sabotar as medidas sanitárias vigentes. As ações de combate às aglomerações e assegurar o distanciamento social, são fundamentais neste momento, afirmou a Secretária. (
Comunicação PMAP).

Informações adicionais

  • Cidade:Além Paraíba - MG